Clínica de cuidado de animais domésticos

Hipertireoidismo - ele pode atacar seu gato mais velho

Hipertireoidismo - ele pode atacar seu gato mais velho

Se seu gato adulto de repente começar a perder peso, apesar de um apetite voraz, ele pode ter um problema hormonal, especificamente o hormônio produzido pela glândula tireóide. Você provavelmente deve levar seu animal de estimação a um veterinário para verificar o hipertireoidismo felino.

O hipertireoidismo felino tornou-se um distúrbio amplamente reconhecido em gatos. É causada por uma superprodução não regulamentada do hormônio tireoidiano pelas glândulas tireóides, que geralmente está relacionada a um aumento benigno (crescimento ou tumor) de um ou ambos os lobos tireoidianos. Esse aumento da (s) glândula (s) tireóide (s) é referido como adenoma da tireóide ou bócio adenomatoso da tireóide. Não se sabe o que causa o aumento da tireóide.

A glândula tireóide consiste em dois lóbulos planos, em forma de borboleta, localizados nos dois lados da traquéia ou traquéia, logo abaixo da caixa vocal. Esses lóbulos são achatados e não podem ser facilmente palpados. A glândula tireóide atua como o termostato da taxa metabólica do corpo, controlando a velocidade ou a velocidade do corpo. O hipertireoidismo pode ter efeitos em vários sistemas orgânicos, uma vez que os níveis aumentados de hormônio tireoidiano aumentam a taxa metabólica do gato.

Embora esta doença seja geralmente diagnosticada em gatos mais velhos (pelo menos 9 anos de idade), ela foi diagnosticada em gatos a partir dos 6 anos de idade. Não há predileção por raça ou sexo reconhecida para esta doença.

O que observar

  • Perda de peso, apesar de um apetite aumentado
  • Inquietação
  • Níveis de atividade aumentados ou irritabilidade
  • Diagnóstico

    O diagnóstico pode ser feito por um simples exame de sangue que mede o nível do hormônio da tireóide (T4). O seu veterinário também pode realizar outros testes de diagnóstico para excluir outras doenças, incluindo:

  • Histórico médico completo e exame físico
  • Hemograma completo (CBC) e perfil químico sérico
  • Radiografias torácicas
  • Um teste de supressão de T3 em casos difíceis de diagnosticar
  • Em alguns casos, uma varredura de radionuclídeos (usada no diagnóstico para varredura de corpo inteiro ou de órgãos individuais)
  • Tratamento

    O tratamento é direcionado ao controle da secreção excessiva de hormônios da tireóide e pode envolver uma variedade de abordagens, dependendo de vários fatores. Isso inclui a saúde geral do seu gato, disponibilidade de terapia com iodo radioativo e considerações de custo. Existem três métodos principais de tratamento:

  • Terapia radioativa com iodo
  • Remoção cirúrgica dos lobos anormais da tireoide
  • Terapia médica com Tapazole® (metimazol) e bloqueadores beta-adrenérgicos (como atenolol) para reduzir alguns dos sintomas do hipertireoidismo
  • Home Care

    Em casa, certifique-se de administrar os medicamentos prescritos pelo seu veterinário. Se o seu gato estiver tomando Tapazole®, um efeito adverso potencial é a perda de apetite, que pode estar relacionada a complicações hepáticas.

    Cuidado preventivo

    Não há prevenção porque a causa não é conhecida. No entanto, o exame da área da tireóide deve ser uma parte regular de qualquer exame veterinário em gatos idosos. Se ocorrer perda de peso no seu gato mais velho, seu veterinário poderá recomendar um exame de sangue da tireóide para rastrear essa condição.

    Para saber mais sobre hipertireoidismo em gatos, clique em Hipertireoidismo em profundidade.


    Assista o vídeo: como cura a tireoide a cura para a tireoide está na natureza e você já deve ter em casa! (Dezembro 2020).