Doenças condições de cães

Radiografia abdominal (raio-X) para cães

Radiografia abdominal (raio-X) para cães

Uma radiografia abdominal (raio X) é um procedimento que permite ao seu veterinário visualizar tecidos, órgãos e ossos que ficam embaixo da pele do seu cão. Radiografias abdominais são indicadas para avaliar cães com sintomas abdominais, como vômitos, vômitos, constipação ou diarréia. Este teste também pode ser útil em casos de febre inexplicável, trauma abdominal, feridas abdominais penetrantes, perda de apetite ou perda de peso.

Um raio X é frequentemente realizado quando um cão é suspeito de engolir material estranho, quando exames de sangue indicam um problema nos órgãos abdominais ou como acompanhamento do exame físico quando é detectada dor abdominal ou outra anormalidade. Detectar o estágio da gravidez e o número de fetos é outro uso importante do raio-X. Problemas renais, da bexiga urinária e do aparelho reprodutor também podem se beneficiar de uma radiografia abdominal. Não há contra-indicação real para a realização deste teste. Mesmo resultados normais ajudam a determinar a saúde ou excluir certas doenças.

O que um raio X abdominal revela em cães?

Radiografias abdominais fornecem uma imagem dos ossos e dos contornos de vários órgãos internos, incluindo fígado, estômago, intestinos, rins, bexiga, útero e próstata. Este teste pode ser extremamente útil para detectar alterações na forma, tamanho ou posição dos órgãos. Infelizmente, às vezes, estruturas importantes podem se mesclar nos raios X, portanto esse teste tem limitações. Por exemplo, um tumor pode se misturar ao fundo dos órgãos normais porque eles têm a mesma "opacidade" ou tom de cinza dos tecidos normais. Alguns objetos estranhos (como alguns plásticos) podem ser invisíveis no raio-X. Portanto, os raios X abdominais são um excelente "teste de triagem", mas não detectam todos os problemas internos. Em alguns casos, são necessários procedimentos adicionais, como ultrassom, endoscopia (escopo), contraste (bário) ou estudo de corante ou mesmo cirurgia exploratória para diagnosticar um problema intra-abdominal.

Como é feita uma radiografia abdominal em cães?

É necessário equipamento caro e especializado para expor e desenvolver o filme de raios-X. O abdômen do cão é medido com uma régua especial e o tempo de exposição da máquina de raios-X é definido. O animal de estimação é então colocado gentilmente de lado para obter a visão "lateral". Os raios X invisíveis passam então do tubo da máquina de radiografia, através do animal e para o filme de raios X embaixo do animal de estimação. Dependendo da densidade dos tecidos e órgãos e da capacidade dos raios X passarem por esses tecidos, diferentes tons de cinza aparecerão no raio X desenvolvido. Esse processo é repetido com o animal nas costas para obter a visão "ventrodorsal". Tomar duas visões do abdômen dará ao seu veterinário um estudo mais completo e permitirá uma interpretação mais completa do abdômen.

O filme é então desenvolvido. As radiografias geralmente levam de 5 a 20 minutos para serem obtidas, mais o tempo de desenvolvimento necessário para o filme (5 a 30 minutos). Estudos especiais (como o estudo do bário) levam muito mais tempo. Em algumas situações, seu veterinário pode solicitar a assistência de um radiologista ou especialista na avaliação e interpretação das radiografias.

Um raio X abdominal é doloroso para cães?

Nenhuma dor está envolvida. O procedimento não é invasivo.

É necessário sedação ou anestesia para um raio-X abdominal?

Nem a sedação nem a anestesia são necessárias na maioria dos cães; no entanto, alguns cães se ressentem de se posicionar para radiografias e podem precisar de tranqüilização ou anestesia ultra-curta. Em alguns estados, há um requisito legal para sedação, para que o pessoal não seja exposto a raios-X enquanto segura um paciente animal. No entanto, na maioria dos casos, o ponto não classificado é assistido por assistentes que usam protetores de chumbo apropriados para minimizar sua exposição aos raios-X.